Como decidir qual aparelho usar diante de tantas ofertas e informações?

Aparelhos ortodônticos tem suas especificações e indicações para cada paciente. Não podemos decidir qual usar, sem antes fazer os exames clínicos e laboratoriais.

A ortodontia evoluiu muito e ainda está evoluindo a cada dia. Vou citar tipos de aparelhos ortodônticos:

Alinhadores invisíveis – são aparelhos estéticos, desenvolvidos em laboratórios de última geração, computadorizados, sistema CADCAM, placas praticamente invisíveis, que aceleram o tratamento, dependendo da complexidade do tratamento. O custo é maior em comparação aos tratamentos convencionais, porém o tratamento e conforto é melhor e o tempo de uso é muito menor.

Aparelho lingual – são aparelhos estéticos, colocados na parte lingual dos dentes. O custo é maior que o tratamento convencional, por ser também executado laboratorialmente e colocado na clínica pelo ortodontista. O tempo de uso normalmente é o mesmo do aparelho convencional.

Aparelhos de porcelana ou cristal – são aparelhos estéticos, convencionais ou auto ligados. O custo é maior que o convencional, por causa do material usado na confecção dos mesmos. São confortáveis e o tempo de tratamento é o mesmo que os aparelhos metálicos.

Aparelhos auto ligados – aparelhos que reduzem o tratamento convencional em pelo menos seis meses. O custo é maior do que o convencional e menor do que os acima citados.

Aparelho convencional – assim eu chamo por ser o mais conhecido, são metálicos, com algumas variáveis, por causa da técnica aplicada, mas eficientes.

Cada aparelho ortodôntico tem que ser eficiente de acordo com o diagnóstico e planejamento dado pelo ortodontista.

 
Dra Maria Hermínia Bittencourt
CRO 8053 – ortodontista

Open chat
Olá.
Como podemos ajudar?
Powered by
%d blogueiros gostam disto: